CONSULTAS ONLINE

O futuro da contabilidade pertence ao profissional que se reiventa

O desenvolvimento de novas tecnologias que passam a fazer parte do nosso dia a dia costuma assustar diversos profissionais. Na área contábil, a apreensão não é diferente, ainda mais em meio à transformação do mundo 4.0 sobre o qual paira a ameaça de substituição dos trabalhadores pela inteligência artificial.

Com as máquinas incorporadas ao nosso trabalho, nos desvencilharmos de processos mais mecânicos e ganhamos tempo para aqueles de cunho intelectual. O resultado disso é que nossa profissão não acabou. Ela evoluiu.

Pela natureza de nosso trabalho, temos acesso a diversos dados dos nossos clientes. Sabendo que a moeda do futuro é a informação, precisamos nos dar conta disso e aproveitarmos as inúmeras oportunidades de prestarmos serviços únicos e personalizados para nossos clientes.

O Estado de São Paulo possui cerca de 20 mil organizações contábeis e muitos se questionam sobre o futuro desses empresários. Uma saída é desenvolver e oferecer aos clientes ações relacionadas à economia e consumo colaborativos.

Nosso trabalho como contadores é relevante para o mundo dos negócios. Precisamos nos valorizar. Porém, para isso, é necessário também nos reinventarmos neste mercado em constante evolução se quisermos acompanhar o novo mundo 4.0. O processo de estruturação da informação tem cada vez menos valor. A moeda do futuro já é o dado estruturado.

Embora a relevância do valor humano na tomada de decisões não perca seu valor, não podemos dizer o mesmo do profissional que ficar em sua zona de conforto. O domínio da ciência contábil não será suficiente para assegurar a permanência no mercado de trabalho se o profissional não entender que vivemos uma revolução e investir em conhecimentos na área de tecnologia.

Neste 22 de setembro, data em que comemoramos o Dia do Contador, quero parabenizar os quase 95 mil contadores no Estado de São Paulo e mais de 350 mil em todo o país que escolheram a ciência contábil para suas vidas. Que estas reflexões sobre o futuro da nossa profissão sejam estímulos para desenvolvermos todo o nosso potencial. Somos profissionais resilientes, não tememos as disrupturas.

*por Marcia Ruiz Alcazar, presidente do CRCSP

 

FONTE: CRCSP - Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo



<< Voltar

Associação Comercial e Industrial de Itapevi
Av. Presidente Vargas, 650 - CJ 02 - Jardim Nova Itapevi | Itapevi/SP - 06694-000 - acita@acita.com.br
Imagem