CONSULTAS ONLINE

Em 2018, Acita muda abordagem para atrair comerciantes da cidade

Aos 33 anos de atividade, completados no último dia 05 de junho, a Associação Comercial e Industrial de Itapevi (Acita) tem trabalhado nos últimos anos com o objetivo de se tornar cada vez mais conhecida como a principal entidade representativa no município, resguardando seu valor social junto ao poder público e privado, a fim de reivindicar medidas de interesse dos seus associados.

Em 2018, Itapevi se solidifica como o terceiro maior pólo comercial do Estado de São Paulo, atrás apenas da Rua 25 de Março, localizada no centro da cidade de São Paulo, e do calçadão Antonio Agú, em Osasco. É o município que vem ano a ano crescendo economicamente e, atualmente, é visto com um potencial cada vez maior para investimentos, uma vez que está localizado no eixo empresarial da Grande São Paulo, com acesso às principais rodovias da região, Castello Branco e Raposo Tavares.

Diante do atual cenário, no dia 05 de junho, conversamos com o atual presidente da Acita, Narsival Cerqueira Souza, para entender como a entidade tem atuado em Itapevi e qual a sua percepção sobre os últimos acontecimentos, como a greve dos caminhoneiros.

Jornal Nova OestePode contar um pouco da sua trajetória junto aos comerciantes de Itapevi?

Narsival – Eu sou morador de Itapevi há mais de 30 anos. Cheguei aqui para trabalhar, mas acabei me envolvendo muito com o desenvolvimento dessa cidade que acolheu a mim e a minha família. Fui corretor de seguros, revendedor de tintas e locador de equipamentos pesados, sempre tendo o apoio da Acita a qual sou afiliado desde 1992. Sempre participei da diretoria. Em 1996, tive minha primeira experiência como presidente da associação comercial, onde pude organizar grandes eventos para arrecadação de fundos para diversas entidades da região. Este ano, vindo da vice-presidência em 2017, eu espero contribuir para o fortalecimento da Acita junto aos pequenos e grandes empresários da região, não me esquecendo nunca do setor de serviços que vem crescendo muito.

JNOQual a importância para o comerciante ser filiado a uma associação hoje em dia?

NCS – Em princípio, uma Associação Comercial só existe para defender os interesses do empresariado de uma região ou município. É nela que ele vai encontrar apoio para aumentar o seu relacionamento comercial na cidade, além de usufruir de serviços específicos com vantagens e descontos. Mas hoje, eu enxergo que nosso papel como associação se faz cada vez mais importante diante da crise econômica em que se encontra o país. É preciso que as pessoas entendam que para reivindicar uma solução para os seus problemas, ter uma entidade representativa é fundamental para se fazer ouvir. Somos nós quem conseguimos atuar junto ao poder público e cobrar melhorias para o bem comum do comerciante, mas para isso, precisamos de associados ativos que levantem os problemas, nos repassem, atue junto conosco e cobre por seus direitos.

JNOO que a Acita tem feito este ano para o setor em Itapevi?

NCS – Nosso objetivo para o ano de 2018 é fazer a Acita se tornar cada vez mais conhecida na cidade. Temos nossa tradição, nossos 33 anos de existência, mas ainda somos vistos como uma associação elitizada, fechado em um grupo seleto de empresários, o que não é verdade. Tanto eu, quanto nossos diretores, temos trabalhado para fazer parcerias que beneficiem nosso afiliado. Estamos vindo de gestões que priorizam as vantagens entre associados, trazendo empresas como Honda, Mackenzie, convênio médico, faculdades, cursos profissionalizantes, entre outras vantagens e descontos. Além disso, sempre organizamos eventos e rodadas de negócios, assim como oferecemos espaços publicitários, informações como onde estamos atuando e uma comunicação mais direta e ativa com o associado.

JNOE essas parcerias, como tem chegado até vocês?

NCS – Nós vemos qual é a necessidade dos nossos sócios no momento e oferecemos uma parceria às empresas, mas, nos últimos meses, esses parceiros tem chegado até nós porque enxergam um potencial muito grande no comércio de Itapevi. Foi-se o tempo em que o empresário ficava atrás do balcão. Hoje ele precisa se capacitar e, principalmente, oferecer capacitação para os seus funcionários.

JNOJunto ao poder público, como a Associação tem se posicionado para contribuir pela categoria?

NCS – Nossos diretores tem participado dos principais conselhos de Itapevi, como o da Saúde, do Emprego, do Fundo de Habitação de Interesse Social, dos Direitos da Pessoa com Deficiência, dos Direitos da Criança e do Adolescente, de Turismo, entre outros. Recentemente, passamos a integrar o Encontro de Líderes, uma comissão que reúne as principais entidades da cidade para levantar gargalos e discutir soluções com a prefeitura. Nosso grupo tem tido muita aceitação e enxergamos melhorias para Itapevi acontecerem de fato e em breve.  

JNOQual a sua mensagem para os associados da Acita e também para os comerciantes em geral?

NCS – Nós da Associação Comercial e Industrial de Itapevi trabalhamos para o desenvolvimento do setor, mas, antes de tudo, para o desenvolvimento econômico da cidade. Só estamos em atividade até hoje porque acreditamos que a união faz a força. É preciso que o número de associados cresça cada vez mais para sermos reconhecidos como uma entidade forte, com objetivos e voz ativa para alcançarmos conquistas sempre maiores. Por isso, filie-se agora mesmo, mande suas ideias, reclame, participe das nossas reuniões quinzenais, utilize os nossos serviços, cobre o trabalho da associação porque só assim chegaremos a algum lugar, juntos.

Para conhecer mais sobre a Acita, ligue para (11) 4141-3750.

 

Fonte: Jornal Nova Oeste



<< Voltar

Associação Comercial e Industrial de Itapevi
Av. Presidente Vargas, 650 - CJ 02 - Jardim Nova Itapevi | Itapevi/SP - 06694-000 - acita@acita.com.br
Imagem